sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Um dilema divino

Um dilema divino

Mas aí surge um problema: Deus é santo!20 Ele sempre faz o que é absolutamente justo e bom. Ele não pode tolerar o pecado,21 não pode fazer concessões, nem passar por cima ou fingir que não vê. A Sua Palavra não deixa dúvida: “a alma que pecar, essa morrerá”.22 A lei de Deus determina a morte do pecador. A dívida precisa ser paga. A pena precisa ser aplicada e cumprida.

Mas se nossos pecados recebem a pena que merecem, então estamos condenados à perdição eterna.

O dilema divino é este: Deus ama o pecador.23 Ele não tem prazer na morte do pecador e não quer que alguém pereça.24 Ele quer que todos passem a eternidade com Ele no céu. Não fez o inferno para os homens, mas para o Diabo e seus demônios.25 Mas Ele não pode permitir que uma pessoa entre no céu enquanto ainda estiver em pecado, isto é, com os seus pecados ainda não perdoados. Nada contaminado, abominável ou falso poderá entrar ali.26 Então, como Deus pode manifestar Seu amor e ainda permanecer justo? Como pode salvar pecadores e continuar sendo santo?