sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Batistas de Vila Velha fecharam o sinal para o crack

Parabéns aos nossos irmãos Batistas é um

exemplo para todas as igrejas cristã, a ser seguido!
Os batistas de Vila Velha literalmente fecharam o sinal para o crack, droga que faz incontáveis vítimas todos os anos, sobretudo entre os mais jovens. Por conta disso, mais de 20 mil pessoas que passaram nos sinais de trânsito dos cruzamentos dos bairros Vila Garrido, Alvorada, Alecrim, Primeiro de Maio e Planalto Santa Rita foram impactadas pelo movimento evangelístico da PIB de Vila Garrido, no último dia 2. A campanha "Sinal vermelho para o crack" contou com o apoio da comunidade, comerciantes e Prefeitura de Vila Velha. Cerca de 60 voluntários divididos por grupos nas cores preto, amarelo, vermelho e verde, se espalharam pelas ruas dos bairros abrindo faixas nos sinais de trânsito e distribuindo panfletos com mensagem de conscientização e esperança. Segundo o pastor Rogério Borghi, coordenador da campanha, era comum os membros da igreja serem parados para dar informações ou ouvir pessoas que passavam pelo lcoal. Seja de moto, carro, ônibus ou a pé, muitos se interessaram e se envolveram com a campanha.Para o pastor Borghi, a praça de Vila Garrido é freqüentada diariamente por pessoas que usam drogas e a igreja quer ajudá-las. "Queremos fazer o nosso papel missionário de igreja e oferecer ajuda ao nosso próximo e a toda a familia do usuário de crack. "A comunidade reagiu muito bem e nos apoiou; a igreja se envolveu bastante e sentiu o gosto de sair de dentro do templo para fazer missões", disse. Segundo a Convenção batista do Espírito Santo, a próxima ação será no dia 19 de novembro nas ruas de Vila Garrido, mas desta vez será de casa em casa. O lançamento oficial aconteceu no dia 16 de outubro num culto realizado na PIB de Vila Garrido. "Fomos surpreendidos com a presença de alguns usuários que já buscam ajuda. Posteriormente daremos palestras às famílias com o tema: "como saber se seu filho está usando drogas". O projeto missionário entrou no calendário anual da igreja.
Fonte: Comunhão