terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Atitudes certas com motivações erradas.




Sempre questiono os motivos de nos aproximarmos de Deus em determinados propósitos. Meu cuidado é sempre observar se o combustível dessa aproximação não são os nossos interesses pessoais.

É muito comum encontrarmos na frente das igrejas, faixas com as seguintes frases: Noite das causas Impossíveis, corrente da prosperidade, culto dos milagres, oração forte para realização dos seus sonhos, e etc.; Infelizmente grandes partes das pessoas que participam de tais movimentos abandonam a Deus assim que recebem seu favor. Fazem como os nove leprosos em Lucas 17.11, nem se quer voltam para agradecer. Nos dias de campanha, estão fervorosos, sedentos e cheios de expectativas em Deus, mais ao receberem o que estavam procurando, simplesmente desaparecem como se nunca tivessem o conhecido. A correta atitude de buscarmos a Deus não nos aprova de imediato, Ele sonda os corações, e sabe se também estão corretas as motivações que nos levaram a buscá-lo.

Não me lembro de ter lido na bíblia Davi fazendo um propósito de sete semanas pra derrubar o gigante, nem tampouco campanha de oração pra obter vitória. Não estou dizendo que isso seja errado, mais não podemos aceitar frases como: "Grande campanha para derrubar os gigantes", ou então: "Ofertas com propósitos de destruir "os Golias" em sua vida financeira”, como benéficas e normais. Existem até pastores ungindo pedras que as pessoas levam à igreja, crendo que esses "amuletos" destruirão seus inimigos. Apesar de não compactuar com esses métodos citados, acredito que as pessoas que os usam com sinceridade e fé, tocam o coração de Deus, pois tudo que é feito por meio da fé em Cristo se torna poderoso e eficiente, porém, existem meios mais bíblicos para alcançarmos o favor de Deus. O motivo pela qual não compactuo com esses ritos, é por crer que Deus não quer só te dar um milagre, Ele não te quer apenas por sete semanas; Deus quer você todos os dias, por inteiro; o milagre já foi conquistado na Cruz, e as bênçãos nas regiões celestiais; Deus não quer mais ser tratado como um "Gênio da Lâmpada", Ele quer ser teu amigo; é muito mais que interesse, é amor; é dessa forma que Ele espera que o procuremos.

A Pedra que derruba os inimigos é uma vida de santidade e reverência fundamentada em Cristo. A bíblia relata que Davi simplesmente saiu pra levar comida aos seus irmãos, der repente escutou Golias afrontando seu povo sem que ninguém ao menos tentasse o calar; indignado com a situação, pediu permissão ao rei para levantar-se contra aquele homem, o restante da história você já conhece; Davi com uma só pedra acerta Golias, que desaba imediatamente ao chão. Não foi pra conquistar sucesso pessoal que Davi se arriscou, foi para honrar a Deus e seu povo. O que Derrubou aquele homem não foi uma simples pedra atirada por um menino, foi o poder de Deus manifestado na vida de alguém que ousou viver em intimidade com Ele.

Como igreja, estamos tão envolvidos em coisas passageiras e tolas, que nos esquecemos daquilo que é eterno. Por nos comportarmos com infantilidade diante de Deus, temos deixado de viver grandes promessas. Paulo escreve aos Gálatas o seguinte: "se o herdeiro for menino, de nada se difere do escravo, mesmo sendo senhor de tudo". A igreja tem o poder de estabelecer o reino de Deus na terra, mais prefere promover campanhas de prosperidade e conquistas de bens terrenos, desperdiçando tempo e vigor para adquirir algo que já é dela, negligenciando o chamado de manifestar o reino Eterno entre os homens.

A atitude de buscar a Deus é corretíssima, mais não se engane , Ele sonda os corações e sabe se as motivações dessa busca também estão corretas.

Busque ao Senhor pela motivação correta e você terá o melhor Dele em sua vida e ministério.

Deus te abençoe

Miss. Marcio Dantas