sexta-feira, 9 de março de 2012

Mãe é expulsa de igreja por amamentar filho durante culto



Um caso inusitado aconteceu no estado de Geórgia nos Estados Unidos, uma mulher foi expulsa de um templo evangélico por amamentar seu filho durante o culto. Jennette Nirvana, mãe de quatro filhos e evangélica, relatou que foi forçada a se retirar do local do culto da igreja em que congregava quando tentava amamentar seu bebê recém-nascido durante a reunião. Os líderes pediram que ela fosse para o banheiro, mas ela se recusou.

Segundo Jennette, os líderes da igreja ameaçaram chamar a polícia e prendê-la por “exposição indecente”, ante a recusa da mulher em sair do local. Ela ainda foi comparada com uma “stripper de boate” pelo pastor da igreja.

Em entrevista ao canal de TV Fox, Jennette relata que estava indo à igreja durante algum tempo e se revolta ao detalhar o ocorrido, “Quando me pediram pra ir para o banheiro. Eu disse que não, então mandaram me cobrir e ir embora. Eu sei a importância do aleitamento materno e foi isso que decidi fazer para o meu bebê… Tentei muitas vezes ser educada e conversar com eles”, disse a mulher.

Depois do ocorrido, pelo Facebook, Jennette descobriu um grupo de mães que passaram por situações parecidas à sua, e se uniu a elas para protestar. O grupo está pedindo uma alteração na legislação do Estado da Geórgia, que atualmente permite amamentar em qualquer local, mas autoriza aos estabelecimentos a proibição, desde que forneçam um local alternativo. Porém, para o grupo, o banheiro é um local inapropriado.

Publicado por Valder Damasceno em 1 de março de 2012

Fonte: Gospel+