quarta-feira, 23 de maio de 2012



Arqueólogos acham indício de




que




Belém existia antes de Jesus



nascer


Cidade é citada no Velho Testamento, mas não havia evidência física.
Segundo pesquisadores, local ficava no Reino de Judá.

Da Reuters
Selo de argila cita Belém antes do nascimento de Cristo (Foto: Reuters/Baz Ratner)Selo de argila cita Belém antes do nascimento de
Cristo (Foto: Reuters/Baz Ratner)
Arqueólogos israelenses afirmaram nesta quarta-feira (23) que descobriram a primeira evidência física que suporta os relatos do Velho Testamento de que a cidade de Belém já existia séculos antes de se tornar venerada como a terra natal de Jesus Cristo.
A evidência encontrada é um selo de argila escavado perto dos muros da Cidade Velha de Jerusalém, com três linhas gravadas em hebraico antigo que incluem a palavra “Belém”.
Eli Shukron, que dirigiu a escavação feita pela Autoridade de Antiguidades de Israel, disse que o selo aparentemente foi colocado em um carregamento de prata ou produtos agrícolas, entregue por Belém como um tributo ao rei de Judá, nos arredores de Israel, entre os séculos 8 e 7 antes de Cristo.
“A primeira vez que o nome Belém aparece fora da Bíblia é em uma inscrição do período do Primeiro Templo”, disse Shukron em nota, se referindo a um período que vai de 1006 a.C. até 586 a.C..
A relíquia do tamanho de uma moeda aponta que Belém – mencionada pela primeira vez no Livro de Gênesis – “era, de fato, uma cidade no Reino de Judá, e possivelmente mais antiga que isso”, ele afirmou.
Belém se localiza ao sul de Jerusalém, no atual território da Cisjordânia.
O arqueólogo israelense Eli Shukron mostra o tamanho do selo encontrado (Foto: Reuters/Baz Ratner)O arqueólogo israelense Eli Shukron mostra o tamanho do selo encontrado (Foto: Reuters/Baz Ratner)