quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Inteligência emocional no casamento

Inteligência emocional no casamento
"Felizes são os mansos, porque receberão a terra por herança". Mateus 5.5 (NBV)

"O grito começa quando termina a inteligência."

Ninguém pode fazer isso por você. Aprenda a contar até 100, antes de responder aos estímulos e às provocações. Respostas precipitadas sempre destroem em vez de construir. Não faça tempestade com as pequenas manias, não sucumba à lei do capricho, seja flexível! Não vá para a cama aborrecido(a). 

A ira não pode ser guardada, é lixo emocional! Por essa razão, de vez em quando, faça uma higienização no relacionamento, jogando fora o resto de lixo do casamento. Lembre-se: "Uma resposta amiga e delicada acalma o furor, mas quem responde com raiva provoca a ira." (Pv 15.1 - NBV). 

Todos nós temos um "burrinho emocional" que precisa ser mantido desativado. Eu vou citar aqui uma relação de sentimentos negativos que podem ser evidências de que o "burrinho emocional" está ativado. Faça uma autoavaliação. Este texto está inserido na carta de Paulo aos efésios: "Abandonem toda a amargura, todo o ódio e toda a raiva. Evitem toda a gritaria, insultos e maldades. Em vez disso, sejam bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou por pertencerem a Cristo." (Ef 4.31-32 - NBV). 

Não é difícil manter o "burrinho emocional" desativado. Faça este exercício a partir de hoje: nunca responda com base no que você está sentindo, mas, sim, em princípios. Dependendo do momento, se você responder com base no que está sentindo, faz bobagem, diz besteiras, ofende, machuca, destrói, perde, e muito. Não seja apenas inteligente, seja sábio. Os sábios têm as rédeas das suas emoções nas mãos, por isso, pensam antes de responder e respondem com sabedoria, tendo como base de seu argumento princípios e não sentimentos. 

A Bíblia adverte: "O coração é mais mentiroso e traiçoeiro que qualquer outra coisa; o coração do homem é terrivelmente cheio de maldade. Não há ninguém capaz de saber até que ponto é mau e pecador o coração humano!" (Jr 17.9 - NBV). 

Na maioria dos casos, as emoções são péssimas condutoras de ideias. Se você se guiar pelos sentimentos, pode cometer erros, ofendendo, machucando, abrindo chagas, destruindo caminhos de inter-relacionamentos antes abertos, fechar canais de comunicação, lançar raízes de amargura e de mágoas que, com toda a certeza, darão mais trabalho para serem removidas. A Bíblia diz: "Um bom conselho, dado na hora certa, é como uma bandeja de prata coberta de maçãs de ouro." (Pv 25.11 - NBV). Lembre-se: "Uma resposta amiga e delicada acalma o furor, mas quem responde com raiva prova a ira." (Pv 15.1 - NBV), ou seja, "ativa o burrinho emocional". Cuidado! 

Aqui vão algumas dicas que podem fazer toda a diferença:

- Algumas gotas de perdão acabam de imediato com o chiado das discussões mais calorosas;
- Gotas de paciência no momento oportuno podem evitar grandes dissabores;
- Apenas poucas gotas de carinho penetram as barreiras mais sólidas e produzem efeitos duradouros e salutares;
- Algumas gotas de solidariedade e fraternidade podem conter uma guerra de muitos anos;
- É com algumas gotas de amor que as mães dedicadas abrem as portas mais emperradas dos corações confiados à sua guarda;
- São as gotas de puro afeto que penetram e dulcificam as almas ressecadas de esposas e esposos, ajudando na manutenção da convivência duradoura;
- Nas relações de amizade, por vezes, algumas gotas de afeição são suficientes para lubrificar as engrenagens e evitar os ruídos estridentes da discórdia e da intolerância. 

Que a bênção do Senhor esteja sobre a sua vida e do seu cônjuge. Entre ter razão e ser feliz, escolha ser feliz! 

Pr. Josué Gonçalves.