quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Psicólogos cristãos estão sendo intimidados por Conselho Regional de Minas Gerais

O Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos (CPPC) recebeu uma notificação oficial da Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional de Psicologia (CRP) de Minas Gerais para que retirasse do site da associação (cppc.org.br) as palavras: “Psicólogo”, “Cristão” e “Psicologia Cristã”, como também informações sobre os profissionais associados. Sob pena de sofrer penalidades, inclusive do Conselho Federal de Psicologia. Detalhe, o termo“Psicologia Cristã” não consta no site da associação.
Segundo o CPPC, a questão foi discutida na Diretoria Nacional e junto com o Conselho Consultivo foi buscada assessoria de advogados para a questão. Porém, segundo a constituição e as leis que os criaram, os Conselhos profissionais têm competência para fiscalizar o exercício da profissão de psicólogo, mas não têm competência para controlar associações civis, como é o caso do CPPC. Até porque a associação não presta serviços de Psicologia.
O Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos está aguardando o posicionamento do Conselho Regional sobre a questão.
Em comunicado aos associados da CPPC, inclusive os de Minas Gerais, o presidente da associação, Karl Kepler, pede serenidade. “Que nos juntemos em oração, pois é só de Deus que depende o bom resultado desse confronto. Que Ele nos conceda a coragem para continuar como testemunhas da Verdade, inclusive sobre nossa fé, mas com a sabedoria e mansidão necessária para falar aos que não partilham dela”, diz a nota.

Extraido Verdade Gospel.

Deixe o seu comentário sobre essa matéria