sexta-feira, 7 de setembro de 2012

No Quênia, um morre e igrejas são saqueadas após assassinato

Uma pessoa morre e igrejas são saqueadas no Quênia


Uma pessoa morreu e duas igrejas foram saqueadas em Mombaça após o assassinato de Abud Rogo Mohamed, um pregador muçulmano acusado por Washington de arrecadar fundos para os islamitas que lutam na Somália contra as tropas do governo.


Um repórter da France Presse viu o corpo de uma das pessoas que participaram dos distúrbios ocorridos após o anúncio de que homens haviam matado a tiros Abud Rogo Mohamed.


"Uma pessoa morreu esfaqueada durante as manifestações", indicou o chefe de polícia da região, Aggrei Adoli.


Milhares de pessoas enfurecidas se reuniram após o anúncio da morte do pregador, bloqueando ruas nas proximidades à mesquita em que costumava pregar, incendiando automóveis e gritando slogans favoráveis a Abud Rogo Mohamed.


"Agora reina o caos na cidade e nossos oficiais estão em terra dispersando os revoltosos para manter a ordem", disse Adoli.


"Estão protestando contra a morte de Abud Rogo, que foi baleado por desconhecidos", disse.

Segundo testemunhas, o automóvel do pregador foi crivado de balas.

Além de ser o principal porto do Quênia, Mombaça é uma cidade turística.