quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O que move os verdadeiros cristãos

Qual evangelho temos vivido: o do amor ao próximo ou da autossatisfação?

Por: Tom Fernandes
O que move os verdadeiros cristãos
O que move pessoas como DietrichBonhoeffer, que estava seguro nos EUA, longe de todo o horror promovido pelo nazismo, e foi para o olho do furacão ajudar a derrubar o Reich? Qual a motivação dos cristãos chineses, que, correndo perigo de prisão, castigos e até morte, desafiam o regime para manter e cultivar a fé em Jesus Cristo. O que move missionários nos rincões brasileiros, nos assolados planaltos africanos e nos fechados países de regime islâmico?

O que move tantos artistas e celebridades a se "converterem"? Qual a motivação de tantos cantores de talento algum, criatividade nenhuma e inexistentes dons a brigarem diariamente para se manter na mídia evangélica? O que move tantas pessoas a se dizerem evangélicas em busca de um novo nicho de mercado, para, em seguida, darem testemunho totalmente contraditório à essência do evangelho de Cristo?

Disse Jesus que pelo fruto se conhece a árvore. Disse também que aquele que perdesse a sua vida por amor a Deus a salvaria. Bonhoeffer salvou milhares de judeus, ciganos e alemães das mãos demoníacas de Hitler. Em contrapartida, artistas "convertidos" se revoltam quando a fama e o sucesso no meio evangélico não é tão compensador (alguns até foram atrás de outro lucrativo mercado: a pornografia). 

Disse Jesus que, por amor ao seu nome, muitos perseguidos. Como não ter esse alerta vivo em nossa mente ao receber notícias vindas da China, de toda a Ásia e Oriente Médio? Se a simples menção ao nome de Jesus em muitos países é crime, como nos posicionar em relação ao modo vulgar como Jesus tem sido tratado por tanta gente no Brasil?

Viver o evangelho é dedicar sua vida em favor ao próximo (independente de quem ele seja, irmão, gentio ou samaritano). Cabe-nos uma escolha hoje: viver o evangelho de Cristo ou viver para nossos próprios prazeres. O apóstolo Paulo assim define quem escolhe a segunda opção: "a que vive para os prazeres, ainda que esteja viva, está morta" (1Tm 5:6).
 
FONTE: MUNDOCRISTÃO.COM.BR