terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Algo que as novelas da Globo não mostra 7 de abril de 2009



Se todo mês você olha o seu contracheque e reclama do salário, reveja os seus conceitos. Ramesh Sahu tem o que é considerada a pior profissão do mundo.
Ele é funcionário do serviço de limpeza de esgotos da cidade de Calcutá, na Índia. Ramesh passa cerca de 10 horas por dia em encanamentos imundos, sem qualquer proteção.




Muitos profissionais como Ramesh na Índia acabam contraindo doenças mortais e morrem cedo. Eles ficam expostos a gases letais, como metano e monóxido de carbono, e produtos químicos altamente nocivos usados em domicílios e indústrias.
Certamente ganham um salário irrisório. Calcutá tem 14 milhões de moradores e condições bastante precárias de saneamento.



Entre os pobres é bastante incomum o hábito de se lavar as mãos antes de comer. Quanto mais ignorantes e pobres, mais distantes das noções mínimas de higiene. Coisa que é igual ao Brasil!

Talvez devido ao fato de que na Índia as pessoas praticamente não usam garfo nem faca. Eles comem com a mão. A mão direita - comer com a esquerda é um insulto grave, pois a mão esquerda deles é o que chamamos de “papel higiênico” aqui.
Além do mais, no interior e em localidades mais pobres, lavar as mãos não muda muito as coisas, uma vez que os rios são poluídos com esgotos in natura, despejos de dejetos químicos e até cadáveres.