segunda-feira, 18 de março de 2013

Crescendo em Graça: A Farsa do Anticristo

 


666 Crescendo em Graça: A Farsa do Anticristo

O porto-riquenho José Luis de Jesus Miranda, 61 anos, líder da Igreja Crescendo em Graça, com filiais em todo o mundo, faz referência a si mesmo como "Jesus Cristo Homem”, tatuou no braço a marca 666 e já tem discípulos em todo o mundo. A seita demoníaca tem revelado que o apocalípse se aproxima, o número da besta já vem sendo divulgado. Doutrinas heréticas que tentam confrontar com as escrituras, mentiras que tem levado muitos ao inferno.

A doutrina da Crescendo em Graça é simples. Miranda utiliza trechos estrategicamente selecionados da Bíblia e os interpreta ao pé da letra para argumentar que o sacrifício de Jesus Cristo, dois mil anos atrás, acabou de vez com o diabo e o pecado.
"Não precisamos imitar o modelo de sacrifício de Jesus para sermos salvos, como mandam as religiões que se dizem cristãs. É um erro. Já estamos todos automaticamente salvos", diz. Assassinato e roubo não são pecados, mas crimes que se coíbem "com a consciência de cada um e com as leis dos homens".Miranda faz da Igreja Católica seu alvo favorito. Costuma ofender o papa Bento XVI e dizer que os padres são "pedófilos de saias". Em maio, seus seguidores no Brasil fizeram ruidosos protestos na visita de Bento XVI.
Agora veja esta imagem interessante de como se portam os seus seguidores, instruídos assim, por ele. A foto deixa claro que ele faz com que seus seguidores tatuem 666 em seus corpos e diz que esse número é a Revelação do "pai' para os homens.

Nem os evangélicos escapam. "Se conheço a Igreja Universal do Reino de Deus? Sim, é um negócio de mentiras", diz. "A Renascer em Cristo? Li no jornal que os líderes foram presos com dinheiro. É a mesma coisa: pregam os ensinamentos de Cristo, um falso evangelho."O porto-riquenho conta que decidiu abrir a igreja depois de, nos anos 70, dois anjos aparecerem num sonho e anunciarem a missão. "O Senhor me mandou para Miami", conta ele, que buscou seu rebanho na comunidade latina. Hoje, seu maior patrimônio é a Telegracia, uma emissora internacional de TV por satélite com sede na Colômbia.