sexta-feira, 8 de março de 2013

Goleiro do Botafogo vai continuar com o desenho de peixe na cabeça


Goleiro do Botafogo vai continuar com o desenho de peixe na cabeçaGoleiro do Botafogo vai continuar com o desenho de peixe na cabeça
Correndo o risco de ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) por ter aparecido no jogo com o símbolo de um peixe – que representa o cristianismo – na cabeça, o goleiro Jefferson do Botafogo não pensa em mudar o corte e diz que não prejudicou ninguém.
A figura desenhada com os cabelos do jogador também é o símbolo dos Atletas de Cristo e pelas regras do Código da Justiça Desportiva e também da FIFA é proibido exibir mensagens religiosas nos campos, o que será apurado pelo TJD para saber se o corte de Jefferson infringe ou não tais leis.
“Vou deixar como está”, diz o jogador ao Globo Esporte. “Não estou prejudicando ninguém. Exageraram”. Jefferson deve manter o corte para o jogo do próximo domingo (10) quando o Botafogo vai enfrentar o Vasco.
“Esse é o símbolo dos Atletas de Cristo, nos identificamos com isso. Cada um expressa a fé como quiser. Não quis polemizar nada. Tem gente que comemora gol com gesto de arma e ninguém fala nada”, protesta o jogador.
Jefferson só rasparia a cabeça tirando o peixe desenhado se o Botafogo for sofrer alguma penalização. Para ele a polêmica sobre seu corte só surgiu porque ele venceu o último jogo pela conquista da Taça de Guanabara. “Se tivesse perdido, isso nem apareceria. É uma coisa que tenta levar paz e harmonia. Já fiz homenagem para a minha esposa. Estou tranquilo.”
A certeza do atleta é que não são os seus penteados que determinam sua atuação no campo e tão pouco muda sua fé. “Aqui no Botafogo, eu já venci careca, com estrela, não programo isso. Fiz contra Bangu, Madureira e não preciso disso. Sei do potencial. Ele não está no meu corte de cabelo, nem a minha fé”, disse. 
informações do Globo Esporte.