sábado, 6 de abril de 2013

Ex-Funkeira Faz Campanha Por Feliciano, Defende Joelma E Critica Daniela Mercury


Ao ver boa parte da classe artística aderindo à campanha “Marco Feliciano não me representa”, Perlla decidiu se manifestar a favor do presidente da Comissão do Direitos Humanos ao postar uma foto beijando o marido em seu perfil no Instagram.
O novo fenômeno gospel criticou os grandes nomes da música evangélica que tem o mesmo pensamento que o pastor, mas pretendem ficar longe da polêmica para não serem criticados publicamente.
“Os artistas evangélicos estão com medo de se posicionar por conta da opinião dos fãs e da imprensa. Eu coloquei aquilo que diz respeito ao que eu vivo. Eu vivo para a minha família. E ele [Feliciano] sempre preza pela família. As pessoas têm que se posicionar a favor daquilo que elas acreditam. Vi todo o mundo contra ele. Decidi mostrar que eu sou a favor da família”, disse ela em entrevista exclusiva ao Famosidades.
Perlla afirmou que todos têm o direito de se expressar sobre o assunto que quiser, mas que algumas celebridades estão se aproveitando da situação para 'sair do armário' - como a cantora Daniela Mercury, que anunciou estar morando com uma jornalista baiana.
“As pessoas sempre viveram dessa forma. Só estão aproveitando toda essa discussão para revelar a verdade que ficava longe dos holofotes. Como se fosse uma forma de protesto contra o Feliciano”, disse.
Ela ainda aproveitou para defender a cantora Joelma, da banda Calypso, que recebeu uma chuva de críticas ao afirmar ser contra o casamento de pessoas do mesmo sexo.
“A Joelma não soube expressar o que ela acredita. Talvez, tenham entendido errado o que ela estava querendo dizer. Ela decidiu dar a posição dela, o que ela vive, o que ela vê na Bíblia.”
Antes de se converter, Perlla colecionou inúmeros fãs homossexuais e garantiu que alguns continuam acompanhando seu trabalho até hoje, mas não aprova a vida que eles levam.
'Conheço muitos gays. A vida é de cada um. Só que a palavra de Deus mostra que a prática é errada. E a gente não pode assinar embaixo daquilo que vai contra a palavra de Deus”, analisou.
A morena aproveitou para revelar que sofre de “Evangélicofobia”. “Ninguém publica, mas existe. As pessoas vivem discutindo a questão da homofobia. Ser contra a homofobia é legal, é o que esta na moda”, arriscou-se a dizer.
Fonte: Famosidades