sexta-feira, 17 de maio de 2013

Crianças são traficadas e forçadas a prostituição e trabalho escravo por causa de fé cristã


O tráfico de pessoas, não é obra de ficção, aqui no Brasil uma polêmica novela chamou a atenção do público por ter como assunto principal o tráfico humano(na foto a protagonista da trama uma das traficadas). Nos últimos nove meses, mais de 140 crianças cristãs foram resgatadas de centros de treinamentos islâmicos (madrassas) e devolvidas às suas famílias por autoridades policiais e membros da International Christian Concern (ICC), uma organização não governamental que defende os direitos humanos de cristãos perseguidos. Segundo aponta o Persecution Blog, as crianças foram traficadas de diferentes cidades do interior de Bangladesh para a capital do país, Daca, e eram obrigadas a exercer trabalhos forçados e, algumas meninas, a se prostituir.


As famílias das crianças contaram ao blog que receberam uma proposta para enviar as meninas para Daca para que elas estudassem em escolas cristãs e fizessem cursos de estética. No entanto, quando chegaram a Daca as crianças viram que era tudo mentira. “Em vez de estudar, fomos mandadas à força para hotéis para nos prostituir”, contou uma das meninas ao Persecution Blog.O blog mostra o tratamento que as crianças resgatadas recebiam nas madrassas. “Elas eram forçadas a se converter ao islamismo”, afirmou uma fonte da ICC, que não quis se identificar. “As meninas eram obrigadas a usar véus o tempo todo. Algumas delas também eram obrigadas a trabalhar como escravas em casas de famílias muçulmanas e recebiam alimentação apenas uma vez por dia”, completou.

A fonte contou ao blog que, como trabalha numa estação de trem, percebeu que um homem viajava frequentemente com grupos de crianças. O homem, identificado como Norbert Tripura, respondeu que levava as crianças para uma escola cristã “na qual poderiam comer e viver com conforto e ter boa educação”.
Após investigações, membros da ICC descobriram que Norbert era traficante de pessoas. Ao pesquisarem, junto com as autoridades locais, resgataram mais de cem crianças desde janeiro e as devolveram às suas famílias. 
No entanto, a ICC estima que mais de 150 crianças ainda estejam desaparecidas. “Nós achamos que elas foram vendidas para madrassas e estamos procurando por elas”, afirma a fonte. “Meu sonho é que todas as crianças sejam resgatadas e recebam educação de qualidade para retomar suas vidas”, completa.

Mais de 90% da população de Bangladesh é muçulmana. Os cristãos são perseguidos e, normalmente, muito pobres e marginalizados. Como minoria, algumas vezes, são banidos de suas comunidades e cidades e proibidos de ter educação de boa qualidade e bons empregos.


Fonte: Missão em Cristo,panoramacristao