sexta-feira, 28 de junho de 2013

Alcorão livro de Allah (Deus em Árabe) dos muçulmanos é resgatado do lixo por aposentado

Na missão de “salvar o Alcorão” o Livro Sagrado para os muçulmanos, aposentado todos os dias após a oração sai pelas ruas de sua cidade procurando nas latas de lixo cópias do livro e os guarda em sua casa. Segundo Qanaf Badi,65 já tem mais de 3.000 cópias resgatadas, e a Palavra de Deus e não deve ficar no lixo.-Confira e comente…
Um homem iemenita com a missão de “salvar o Alcorão” talvez tenha pego mais exemplares do que ele esperava, depois de encontrar mais de 3.000 cópias descartados do livro sagrado islâmico ao longo dos últimos cinco anos, ele os guarda em sua casa.
Todos os dias, Qanaf Badi procura nas latas de lixo na capital iemenita Sanaa até encontrar abandonado cópias do Alcorão Sagrado e outros materiais que levam o nome de Allah, ou Deus em Árabe.
“Eu venho fazendo isso desde o final de 2008. Eu saio após a oração da manhã, ou a qualquer momento, realmente, e eu ando a procurar por eles [cópias de santo Alcorão]. Eu me sinto muito feliz quando eu encontro algum e eu o levo comigo para a casa “, Badi disse à agência de notícias Reuters nesta semana.
“Eu me sinto muito feliz quando eu encontro um trabalho que leva o nome de Deus nos lixos da cidade, mesmo que seja muito pequeno”, Badi, um ex-operário de fábrica têxtil e pai de três filhos, que também fica igualmente triste quando encontra um exemplar ou paginas com vestigos de fezes. A palavra de Allah (Deus em Árabe) não pode ficar na sujeira e sim em lugar limpo porque é sagrada e muito importante para nós, até mais importante que a minha própria vida, diz Qanaf Badi.
No final de cada dia, Badi leva os Alcorões descartados por antigos donos e que ele recolheu, os leva para casa, para a frustração de sua família, que relatam que a sua casa tornou-se um local de armazenamento de milhares de Alcorões e outros artigos religiosos.
“Minha mãe se irrita e pede que o meu pai, para ele procurar outro espaço para todos os livros que recolhe, pois a casa já não tem lugar. Ela pede-lhe para não colocar mais livros nos quartos. Ela diz a ele, que já encheu toda a casa, os quartos, e as prateleiras com os livros “, disse Samah Qanaf, a filha de Badi.
Mas Badi também está determinado a não manter os Alcorões em casa, dizendo que espera recuperar o maior número possível de exemplares de Alcorão, na esperança de enviá-los para as escolas e mesquitas.
Enquanto isso, Jabry Sheikh Ibrahim, um instrutor no Ministério da Dote, disse que o Alcorão não deve ser descartado de qualquer forma.
“Abandonar o Alcorão é um crime em si, e muito menos jogá-lo no lixo ou na rua. Isso é inaceitável “, disse ele à Reuters.
Os muçulmanos acreditam que o Alcorão foi revelado ao profeta Maomé durante sua vida.
post inforgospel.com.br –http://blogs.odiario.com