quinta-feira, 27 de junho de 2013

Pastores estão sendo mortos em média um a cada 20 dias em Honduras – Confira e ORE

Ao menos 8 pastores foram mortos nos primeiros 6 meses de 2013 em Honduras, constatando um triste estatística de uma morte a cada 20 dias em média. O pastores são mortos vitimas de extorsão e pela violência que opera no país, onde afeta a população e chega até os evangélicos do país.-Confira, ORE e comente…
Os níveis de insegurança que assola Honduras este ano é assustadora e têm refletido principalmente entre pastores evangélicos, os quais 8 deles foram mortos nestes primeiros 6 meses de 2013, uma a cada 20 dias, em média, são um reflexo da situação alarmante do país da América Central.
Até este mês de Junho de 2013, de acordo com a Rádio HRN local, a maioria desses oito pastores evangélicos mortos foram mortos a tiros na capital e no norte.
O mais recente ato de violência contra um líder religioso ocorrido quarta-feira em uma aldeia de Santa Rosa de Copán. De acordo com fontes policiais, Pastor Eduardo Mejia, que liderava a igreja chamada “Deus é Amor” foi morto por várias facadas.
EXTORSÃO E VIOLÊNCIA
O primeiro assassinato de um pastor em 2013 foi registrado em 10 de janeiro, quando vários homens armados mataram a tiros o pastor Elio Hernandez Ramon Valladares 45 anos na colônia Villa Ernestina de San Pedro Sula.
Neste caso, os assaltantes tentaram extorquir o pastor. De acordo com a Polícia Nacional relatou, o religioso implorou para que não tirasse a vida dele por causa de 30 mil Lempiras(dinheiro hondurenho) que pediram e o pastor não tinha, como contribuição do chamado “imposto de guerra”.
Em 6 de março, o evangelista Braulio Manuel Solta de 57 anos de idade, foi morto a tiros por desconhecidos na Sexta Avenida Comayagüela cidade, mas até agora a conhecer as razões para o crime.
Em 26 de abril, um pastor da Nicarágua foi torturado e depois morto na comunidade de San José de La Landa.
Em 7 de maio, o pastor Omar Castellanos morreu após ser baleado várias vezes dentro de um restaurante localizado na cidade de La Ceiba, Atlantida.
Após 20 de matarem o pastor Omar, o líder religioso Daniel Otaviano Baquedano, 49 anos, morreu depois de um violento tiroteio entre membros de gangues rivais na colônia Comayagüela Villafranca, onde o pastor foi atingido por uma bala perdida.
Os crimes acontecidos 90 por cento deles foram causados por arma de fogo. Destes fatos ocorridos, sete casos não foram resolvidos pelos tribunais de justiça do país.
Honduras um país em descontrole
Atualmente em Honduras circula quase um milhão de armas dos quais cerca de 600.000 são ilegais, que estão na sua maioria nasmãos de criminosos de acordo com estimativas do Ministério da Defesa Nacional.
Dezessete projetos nos últimos 19 meses foram aprovados pelos poderes executivo e legislativo em Honduras, a fim de combater a violência, mas os índices de criminalidade continuam a subir.
Com uma taxa de 85 homicídios por 100 mil habitantes, registrados no ano passado, o país centro-americano é o mais violento do mundo, de acordo com dados divulgados por organizações de direitos humanos.
Só no ano de 2012 foram cerca de 900 mortes de crianças por violência.
NOTA: O Brasil, Honduras e todos os países do Mundo precisa das orações dos justificados em Cristo Jesus.- Amém