domingo, 22 de dezembro de 2013

GÁLATAS 5.16-25



GÁLATAS 5.16-25


Mas o fruto do Espírito é... domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. (Gl 5.22,23.)

A cidade de Esparta, na Grécia antiga, era conhecida por sua disciplina e pela bravura dos seus soldados. Conta-se que certo monarca, ao visitar a cidade, quis saber de seu rei qual era o segredo da resistência de seu exército.

Foi-lhe dito que o segredo estava em uma sopa preta que os soldados tomavam todos os dias nos quartéis. O rei visitante logo quis provar a famosa sopa. Era intragável. Ele não conseguiu disfarçar uma careta, logo na primeira colherada.

Então o rei de Esparta lhe disse: “Essa sopa traz para os nossos soldados o domínio próprio e a disciplina tão necessários para vencer qualquer inimigo.”
O visitante estava acostumado apenas com as finas iguarias, de agradável sabor, e nem sempre tão nutritivas. Mas, na guerra, a coisa era bem diferente. Não havia lugar para conforto ou luxo. A questão era a pátria e dar a vida por ela. Isso requeria o domínio próprio e a disciplina.

É o Espírito Santo que nos capacita a dominar nossa carne, os impulsos do pecado, a língua, a mente, etc. O domínio próprio é fruto de sua presença em nossa vida. Através do louvor, da adoração e da comunhão com Deus, vamos sendo cheios do Espírito e podemos ter domínio próprio. Domínio próprio é coragem, coragem para lutar. Para a vitória obter, é preciso dominar o inimigo interior, o “eu” que só quer reinar.

Pai, dá-me mais e mais de ti: da tua santidade, do teu amor, da tua bondade, da tua alegria, do domínio próprio. De tudo isso, enche o meu ser. Amém.


Fonte: http://www.lagoinha.com/portal/engine.php?pag=catlista_dtdecr09&cat=37&sec=7